Arquivo da Categoria: Restaurantes

Veja aqui dicas de restaurantes de todos os tipos classificados pelas cidades de Portugal. Não sabe onde jantar? Esta no lugar certo para descobrir!

Escapada a Coimbra

Escapada a Coimbra: uma linda cidade

Decidi a final fazer uma escapada a Coimbra, e se eu soubesse o que realmente ia encontrar, certamente teria gasto muito mais tempo em Coimbra.

Escapada a Coimbra

A pérola do Norte de Portugal

Ao chegar a cidade recomendaram-me que jantássemos em algum restaurante na Rua da Sota e as ruas que dão a este, onde há muitos restaurantes de todos os tipos e preços.

A verdade é que fiquei muito satisfeita com a janta. A comida era realmente boa e havia para todos os gostos. Depois de terminar de jantar fomos dar uma volta pelo centro para ver o que veríamos no dia seguinte. Catedrais, becos, escadas, muitas pistas, e tudo isso com fadiga acumulada da viagem de muitas horas. Esperávamos um dia difícil.

E o dia seguinte veio em um piscar de olhos. Depois de um pequeno-almoço começamos a caminhar nas ruas estreitas do centro de Coimbra .

Passeando chegamos à Praça do Comércio, onde há vários terraços, e depois continuamos até a Rua Visconde da Luz, uma rua de pedestres onde é a principal zona comercial Coimbra e termina na Praça em 8 de Maio em que são a Igreja de Santa Cruz e Santa Cruz de café curioso.

As duas catedrais de Coimbra

A Sé velha foi construída no século XII, em estilo românico, com um pouco de ar islâmico. A entrada é de 2€, mas se pretende ir na Páscoa, possivelmente não poderá entrar.

Sé velha

Mais para cima esta a Sé Nova de estilo maneirista, que foi construído no século XVI e cujo interior não pode aceder a menos que pague 1€ para a senhora na entrada, o que fizemos porque o interior estava tão escuro que dificilmente ela vê nada e a mulher nos disse que isso era tudo o que estávamos indo para ver.

Sé Nova

Universidade de Coimbra

Coimbra é uma cidade universitária. O conjunto de edifícios históricos da universidade, uma das mais antigas da Europa e um dos lugares mais impressionantes que visitamos, estão localizados na parte mais alta da cidade. A partir de praticamente qualquer ponto você pode ver os grandes edifícios que o compõem e visitantes passear pelas varandas, de onde sentimos faria vistas deslumbrantes.

Irremediavelmente rota através da antiga cidade de Coimbra nos levou a este ponto de vista , não sabendo mais o que iria encontrar naquela universidade.

A entrada para ver todos os edifícios universitários custa 9€ e se compra em uma biblioteca localizada em um prédio fora do local histórico. Com ela te dão um horário para entrar na biblioteca, isso é bom porque não perde tempo na fila e pode ver os outros edifícios.

Considerar pagar essa quantia para ver uma biblioteca, uma capela e um palácio universitário parece caro, mas a Biblioteca Joanina é uma maravilha que você não pode perder .

A Biblioteca Joanina é espectacular. Desde que você entra até forçado a sair, porque transforma você visita não é mais, inevitavelmente você se apaixonado olhando paredes e tectos . Construído em 1717, nas prateleiras há mais de 250.000 livros, mas o melhor é no telhado, não tenho palavras para descrever isso . Os dois andares inferior da caixa de biblioteca mais livros e um ex-cadeia da universidade.

universidade de coimbra

Depois de ver estes quartos tinha uma varanda estreita a partir do qual você pode ver a cidade inteira, como intuiu tempo antes de passear pelas ruas íngremes de Coimbra. Sim, a vista a partir da varanda da universidade são espectaculares , mas a biblioteca que excede pensam.

O Pátio das Escolas é uma grande praça em torno da qual se concentram edifícios históricos da Universidade e em que não é uma estátua de D. João III. Para subir a Torre do Relógio é necessário para pagar 1€ extra, e não acho que os pontos de vista do anterior melhorar varandas.

Concluindo a escapada a Coimbra

Após a visita à Universidade, que estão à procura de um lugar para comer. Nós entramos em um pequeno bar e algo escondido, daqueles que você entrar se você não está fazer turismo normal, mas onde comer bem para real, autêntica comida Portuguesa, sem preços para os turistas .

Cansado e pensando mais no caminho de volta em para ver mais coisas, e sob um sol que aquecia mais do que queria para , vamos até à Ponte de Santa Clara , para ver a cidade a partir do outro lado.

E para terminar o dia, fomos a um par de confeitarias em Largo do Portagem, a praça onde o monumento a Joaquim António de Aguiar é comprar alguns bolos Natas e Tentúgal . Uma vergonha não para ter tido tempo para aprender mais desta fantástica cidade, mas teve de regressar a Madrid, para nosso pesar.

Se gostou desse post sobre nossa escapada a Coimbra confira também o da escapada a Amarante.

Viajar barato à Portugal com MaisCupão

Viajar barato à Portugal com MaisCupão

No post de hoje vamos dar dicas de como viajar barato a Portugal com MaisCupão.

Todos nós gostamos de viajar e viajar pagando menos é ainda melhor, principalmente se você esta com o orçamento um pouco mais curto.

Durante os anos que passei viajando aprendi muitos truques para conseguir organizar as minhas viagens e por isso achei que essa era uma oportunidade de partilhar um que de dois anos para cá me ajudaram muito a poupar. Tanto em coisas para minhas viagens como em roupas e produtos para minha casa.

Viajar barato à Portugal com MaisCupão

MaisCupão é uma página de códigos descontos e ofertas de lojas e marcas nacionais e internacionais que te permitem poupar muito em suas compras.

E empresa oferece as melhores ofertas e cupões de desconto para países. Assim que poderá aproveitar de páginas online como MasCupon Espanha e MasCupon México.

Os usuários da página podem escolher entre mais de 400 lojas diferentes, cada uma com uma selecção de ofertas, cupões e descontos. Além do mais eles contam com um algoritmo inteligente de associação que recomenda ofertas de outras lojas com base em propostas para o qual o usuário já está interessado.

E como você pode aproveitar isso para viajar barato à Portugal com MaisCupão?

Eles contam com páginas especiais para voos, hotéis, viagens e pack para que possa se programar aproveitando os melhores cupões de desconto.

Entre eles pode escolher também por alugar apartamentos ou até mesmo trocar de casa com plataformas especificas para isso.
Pode também encontrar descontos em restaurantes e ainda descontos nas entradas dos passeios. Ou seja, pode viajar muito barato à Portugal com MaisCupão e conseguir poupar até um 65% do valor que você gastaria inicialmente.

Se ainda não conhece, não perca mais tempo. Compare preços, datas, passeios, disponibilidade, cupões de desconto e ofertas para poder fazer suas compras e programar suas viagens

 

 

Passeio por Braga

Um dos passeios mais interessantes que você pode fazer a partir de Porto e que por muitos é conhecida como a Roma de Portugal.

Isto é devido em parte à sua importância histórica, já que era um dos principais centros urbanos e centros administrativos do Império durante a ocupação romana da Península Ibérica (conhecido como Bracara Augusta).

Além do seu passado romano, Braga gozava de grande prestígio durante a Idade Média como centro arcebispo, como ele teve uma das primeiras dioceses da península, e foi um dos locais de passagem do Caminho de Santiago. A sua catedral, de fato, é a mais antiga de Portugal.

Hoje, Braga é a terceira maior cidade em Portugal (atrás Lisboa e Porto) e goza de uma intensa vida cultural, graças à sua personagem como uma cidade universitária.

Passeio por Braga: visitas essenciais

Braga é uma cidade com uma rica herança cultural, que tem inúmeros museus e várias igrejas e edifícios históricos que merecem uma visita. No entanto, você pode visitar a cidade velha e as suas principais atracções em um único dia.  Estas são as visitas essenciais na cidade:

Santuário de Bom Jesus do Monte

O Santuário do Bom Jesus do Monte e a sua famosa escadaria barroca são a atracção principal de Braga. Este santuário é o segundo lugar mais importante de peregrinação em Portugal depois de Fátima, e a sua situação na altura também é um grande ponto de vista.

Você pode subir para a igreja de carro, descer os degraus (que envolve um esforço considerável…) ou no pitoresco elevador do Bom Jesus do Monte, um funicular histórica que leva a um curso paralelo à escada, e sua antiguidade é declarado Monumento Nacional.

  • Endereço: Estrada do Bom Jesus, Tenões
  • Como para obter lá: de carro de Braga (15 minutos)
  • horas Basílica: diariamente das 08:00 -19:00 (verão) e 09:00 -18:00 horas (inverno)
  • Preço Basílica: gratuito
  • horas Elevador: diária a partir de 09:00 -20:00 (verão) e 09:00 -19:00 horas (inverno)
  • Preço elevador: 1€ por viagem

bom jesus

Sé de Braga (Catedral de Santa Maria de Braga)

Como mencionei antes, a Sé ou Catedral de Braga é a mais antiga no país. Fundada no século XII, em uma de suas capelas eles estão enterrados os pais do primeiro rei de Portugal, Afonso Henriques, e ele próprio. Dentro da catedral também destaca o claustro, que embora mais tarde (XVIII) no valor por sua arquitectura, e do museu que abriga o Tesouro.

Na fachada da catedral você também vai ver uma escultura da Virgem de Braga, o santo padroeiro da cidade.

  • Endereço: Rua Dom Paio Mendes – Rossio da Sé
  • Direcções: a pé da Praça da República (7 minutos)
  • Horário: diariamente 08:30 -18:00 horas
  • Preço: catedral, livre – Tesouro, 3€

catedral santa maria

Santuário do Sameiro

O Santuário de Nossa Senhora do Sameiro é um dos centros religiosos de Braga. Ele está localizado nos arredores da cidade (pode ser atingido por carro em cerca de 20 minutos) e foi fundado em meados do século XIX, mas a construção foi não foi concluída até 1979. Tornando-se um dos mais recentes templos religiosos país.

O seu estilo interior é neoclássico e nele os brancos altar de granito e prata santuário destaques. Do lado de fora, perto da entrada para a igreja é uma estátua do Papa John Paul II, um grande devoto do culto da Virgem Maria, que é dedicado este santuário. Sua altura, oferece uma boa vista dos arredores e da cidade de Braga.

  • Direcção: Monte do Sameiro, Av. Nossa Sra. do Sameiro, 44
  • Como para obter lá : de carro de Braga (20 minutos)

santuario

Praça da República

No centro de Braga que você vai encontrar a Praça da República, sempre animada graças às dos muitos cafés e lojas ao redor sob as suas arcadas. estilo renascentista, tem uma grande fonte central e é um bom ponto de partida para qualquer rota através da cidade histórica.

  • Endereço: Praça República

Casa do Raio

Também conhecido como Palácio do Raio ou Casa do Mexicano, este impressionante edifício tem uma fachada ricamente decorada com azulejos azuis e brancos e com várias janelas de grande beleza, adornada em pedra.

Agora abriga o Centro Interpretativo Memórias das da Misericórdia de Braga, com uma breve mas interessante museu que também nos permite visitar o interior do edifício.

  • Endereço: Rua do Raio
  • Direcção: a pé da Praça da República (5 minutos)

casa do raio

Museu dos Biscainhos

No antigo palácio barroco este está localizado , museu arqueológico muito interessante de abordar a história de Braga. Sua colecção inclui peças de mobiliário antigo, artes decorativas, roupas, cerâmica, instrumentos musicais, escultura, pintura e de telhas do curso. Todas as exposições que datam dos séculos XVII e XIX e nos lembrar que a vida era como as classes aristocráticas da cidade.

A 5 minutos do aqui você vai encontrar o Jardim de Santa Barbara, um belo parque que vale a pena se você gastar tempo suficiente.

  • Endereço: Rua Biscainhos 73
  • Direcção: a pé da Praça da República (7 minutos)
  • Horário de Funcionamento: Terça a domingo, das 09:30 -12:45 e 14:00 -17:30 horas
  • Preço: 2€

Capela de São Frutuoso de Montélios

Em seu passeio por Braga conheça a capela dedicada a São Frutuoso de Montélios, Bispo de Braga e enterrado nela. É um dos monumentos arquitectónicos mais importantes da cidade. Esta é uma capela visigótica, construída no século VI, com cruz grega e vários corredores encimadas por cúpulas. Esta pequena capela é considerada um dos melhores exemplos da arquitectura medieval da Península Ibérica e um dos poucos edifícios visigodas em território Português, por isso vale a pena ir ver. A capela está localizada longe do centro histórico, por isso é mais confortável para dirigir; GPS geralmente não reconhecem pelo nome, então a coisa mais prática é para colocar “Caminho da Ordem – museológico Núcleo”.

  • Direcção: Caminho da Ordem
  • Como para obter lá : de carro (10 minutos do centro)/caminhada (20 minutos do centro da cidade)
  • Horas: horas sem que visitam; às vezes é aberto e outros não
  • Preço: gratuito

Castelo de Dona Chica

Construído no início do século XX por um arquitecto suíço, Ernesto Korrodi, esta curiosa “castelo”, nos arredores de Braga é uma mistura de estilos arquitectónicos resultados em uma espécie de palácio rodeado por um belo jardim cheio de espécies exóticas. Apesar de sua beleza, este castelo tem tido azar com seus operadores: a partir de seus primeiros proprietários passou de mão em mão até que ela praticamente abandonado hoje por causa de vários processos judiciais. Ainda assim, o edifício e seus arredores são tão especial que é bem a pena uma visita.

  • Endereço: Av. do Cávado, Palmeira
  • Como para obter lá : de carro de Braga (10 minutos)

Estas são as principais atracções em Braga, mas se você ainda tiver tempo, visite a Casa dos Coimbrãs, a Igreja do Pópulo fazer ou o histórico Arco da Porta Nova, todos perto da cidade velha.

Onde comer em Braga

Em seu passeio por Braga você comerá muito bem. Alguns dos seus pratos são o arroz com pato ou cabrito, ou bacalhau à moda de Braga; doces em questão não fica muito atrás, como a cidade tem muitas lojas bom pastelaria, onde você pode saborear uma grande variedade de sobremesas típicas Português.

O que conhecer em Lisboa?

No texto de hoje deixarei alguns dos lugares que para mim são muito especiais e que eu acho que é essencial conhecer em Lisboa.

Se gosta de andar e conhecer lugares novos há muito o que conhecer em Lisboa.

Com o Atlântico de fundo e sendo a capital mais antiga do Oeste europeu retrata seu passado fascinante em seus monumentos, igrejas, museus e com muitas coisas que conhecer.

O que conhecer em Lisboa

Castelo de São Jorge

Da sua privilegiada posição é possível admirar quase todas as vistas da cidade. Esta fortificação sobreviveu a guerras e um terremoto e hoje é a atracção turística mais popular na capital Portuguesa. Os visitantes podem saber mais sobre o passado interessante da cidade no Museu Castelo, que está localizado no antigo palácio. Também pode visitar a Torre de Ulisses , que hoje abriga uma câmara escura com o qual pode desfrutar de vistas sobre a cidade em tempo real.

castelo de sao jorge

Torres de Belém

A Torre de Belém foi construída no início do século XVI sobre as margens do rio Tejo como uma estrutura defensiva e também para acolher os viajantes que retornam de explorar o mundo. Esta jóia da arquitectura Portuguesa é uma verdadeira maravilha e não é de se admirar que ela seja um Património da Humanidade pela UNESCO. Uma visita que vai deixar você querer navegar por lugares exóticos. Ao lado direito é o Padrão dos Descobrimentos, um lugar dos mais fotogénicos.

Torres de Belém

Elevador de Santa Justa

Apesar de ter a aparência de qualquer prodígio digno de estar em um filme de Tim Burton, este neogótico forjado – elevador de ferro pode ignorar. Ele fica escondido em um beco no coração comercial de Lisboa e é uma das peças mais interessantes da arquitectura e que se deve conhecer em Lisboa. Seu design foi influenciado pela Torre Eiffel e serve para conectar o ponto mais alto ao mais baixo da cidade. Nos velhos tempos de carruagens e cavalos, foi uma excelente maneira de mover objectos e pessoas. Hoje, no entanto, a sua principal atracão é a vista panorâmica do topo. Uma vez do alto se aproveita a oportunidade de passear pelo boémio bairro do Chiado, a “Montmartre” Lisboa, e se perder entre as ruínas românticas da igreja de Carmo, destruída durante o Grande Terremoto.

Elevador de Santa Justa

Alfama

Se você está olhando para o romance e melancolia da capital mais antiga da Europa, entre as coisas que conhecer em Lisboa deve incluir uma visita ao o bairro de Alfama. A zona é a mais antiga da cidade. Neste bairro você vai encontrar algumas igrejas incríveis e casas cheias de azulejos que terá seu sentido. O centro histórico de Lisboa é o ideal lugar para ficar longe da multidão e desfrutar de um bom café com um doce local. Se você vai para o final de Junho, não perca as celebrações do festival de San António em suas ruas íngremes.

Alfama

Pegue um bonde

Sem dúvida, é uma das coisas mais típicas a fazer e conhecer em Lisboa. Embora existam muitas maneiras de se locomover pela cidade, ir e não subir em um de seus bondes amarelos históricos é quase um pecado capital. Eles são uma excelente maneira de descobrir as principais atracções da capital Português como eles estão por toda parte e se atrevem sequer as ruas mais íngremes. Suba no bonde número 28, que atravessa alguns dos cantos essenciais de Lisboa como a Catedral da Sé. Com o bilhete de um dia você pode subir e descer quantas vezes quiser e a qualquer hora.

Parque das Nações

O moderno Parque das Nações oferece um contraste para o centro histórico de Lisboa. É para o leste da cidade, ele passou por uma grande reforma em 1998 e hoje é o lugar onde você vai encontrar a arquitectura mais contemporânea Portugal, além de um novo Porto. Aqui os visitantes podem caminhar ao redor do tanque central e maravilhar-se com a abundância de peixes e tubarões. Com exposições impressionantes que recriam diversos ecossistemas e são o lar de cerca de 450 espécies de animais marinhos, o seu principal objectivo é para educar os visitantes sobre a necessidade de investir na conservação dos oceanos. Se você gosta de mergulho, não vai se arrepender. Sem dúvida, uma das coisas a conhecer em Lisboa se você vier com crianças.

Mosteiro Jerónimos

Entre as coisas que conhecer em Lisboa, há vários que foram declarados Património da Humanidade pela UNESCO. No bairro de Belém, o Mosteiro dos Jerónimos é um deles. Espectacular como poucos, este enorme complexo das casas do século XVI contém o túmulo do explorador Vasco da Gama, enormes salas e colunas decoradas profusamente em estilo manuelino, uma das melhores do mundo claustros e tectos nas artérias fundir-se com a graça especial. Nem se atreva a perdê-lo!

monasterio

Coma pastéis de Belém

Entre as coisas a fazer em Lisboa não se deve esquecer de desfrutar de sua rica gastronomia. O pasteis de nata são doces por excelência Lisboa (e, portanto, de Portugal) e nenhuma visita à capital Português deve concluir sem ter provado. Este doce, doce, cremoso e coberto com açúcar e canela é uma verdadeira iguaria. Há muitos lugares para comer, mas o mais tradicional é a confeitaria que são nomeados: Pastéis de Belém. Ele está localizado perto do Mosteiro dos Jerónimos, por isso antes ou depois de visitar, escape, sentar-se e deixe o seu paladar desfrutar.

conhecer em Lisboa

Escutar um fado

Um fado bar tradicional é o lugar que você tem que ir. Fado é um estilo musical popular do século XVIII que geralmente combina emocional e sentimental com o ritmo das letras da guitarra portuguesa

fado

Viagem a Ilha da Madeira

Viagem a Ilha da Madeira

Pensando em fazer uma Viagem a Ilha da Madeira? Leia um pouco mais sobre essa linda ilha, com certeza te encherá de vontade de passar suas férias lá.

Viagem a Ilha da Madeira

Um dos mais belos arquipélagos no Atlântico: as ilhas portuguesas da Madeira, um destino ideal para todos os tipos de turistas.

Localizado a 500 km de distância da costa africana e 1000 km do continente europeu, o arquipélago da Madeira, de origem vulcânica, é constituído por duas ilhas principais: a ilha da Madeira (740,7 km²) e da ilha de Porto Santo (42 5 km²)

Madeira é uma região Portuguesa, mas por ser um continente muito distante de outros lugares, tem uma certa autonomia. A cidade principal é Funchal, a capital da ilha da Madeira, que fica ao sul do mesmo. Foi a primeira cidade que os portugueses fundaram.

A ilha da Madeira é a maior do arquipélago, mas tem apenas 57 km de comprimento e 22 km de largura. Ou seja, em pouco mais de uma hora pode percorrer toda a ilha de carro ou em duas horas de barco.

Para se mover pela ilha há muitas possibilidades: se pode alugar um carro, o que dá uma maior liberdade. Também se pode alugar bicicletas, motas ou mesmo ir caminhando ou com transporte público. Independentemente de como for não perca a oportunidade de andar nos carros de cesto do monte, uma tradição na ilha. Desça a colina de Monte até ao Funchal, é emocionante!

carro de cesto

Actividades na Ilha

Na sua viagem a Ilha da Madeira você vai descobrir as falésias e praia bonita de areia dourada na ilha de Porto Santo. Lá pode fazer actividades e desportos relacionados com a montanha ou o mar, mergulho, parapente, trekking e caminhadas, mountain bike (BTT) ou canoagem, etc.

Se a ideia é buscar um passeio mais cultural, o recomendado é fazer um passeio pelos museus e monumentos da Ilha.

Também pode curtir um passeio para relaxar. Lá o clima sempre é bom e os dias ensolarados. Recomendo também que viaje a Porto Santo. Lá poderá desfrutar das suas areias medicinais, de suas formações geológicas inimagináveis e de sua tranquilidade.

jardim botânico

São muitas opções graças ao clima privilegiado. Entre 25° C no verão e 17° C em temperaturas de inverno, o clima não é tão quente como no sul da Europa. Quasw não chove e as temperaturas não costumam exceder os 30º C, graças à brisa do Atlântico.

Os amantes do mar, também podem desfrutar das águas. Cálidas do arquipélago (entre 19º e 24ºC) que reúnem condições excepcionais para praticar snorkel, vela e pesca desportiva.

Em Funchal, diariamente, as empresas de catamarãs e barcos organizam viagens para ver os golfinhos, peixes e baleias.

Mais calmo e tranquilo, a ilha de Porto Santo, é perfeita para um turismo de bem-estar. Suas areias medicinais, hotéis de luxo pode beneficiar das propriedades minerais de sua imensa praia dourada, ou até mesmo ir ao centro de massagem. Um verdadeiro paraíso de quase 8 quilômetros, o que pode competir com as praias de Ilhas Bermudas, Francês Provence, Croácia ou as ilhas italianas da Sicília e da Sardenha. Suas areias medicinais, hotéis de charme, restaurantes e especialmente o desconhecido.

Magnífica Ilha de Porto Santo a partir do Mirador de Portela

Turismo cultural

Viaje para a Madeira, não só por sua incrível paisagem natural, mas também pela sua história e do património cultural: a herança que remonta à época dos Descobrimentos (Cristóvão Colombo e Vasco da Gama estão estreitamente relacionadas com Madeira) e que é refletida em seus museus, igrejas, palácios, costumes, folclore, festas e artes e ofícios demonstrações. Edifícios que visitam vale de grande beleza arquitetônica, muitas delas classificadas monumento nacional, como o Palácio de São Lourenço, a Catedral da Sé, a Fortaleza do Pico, o Municipal Mercado dos Lavradores, a Igreja do Colégio dos Jesuítas ou São Envagelista , o Convento de Santa Clara ou o Forte de São Tiago. Mas também casas de palha tradicionais, uma atração turística real na cidade de Santana.

Casas típicas na aldeia de Santana

Funchal tem outras atracções culturais, como museus interessantes; incluem o Museu Quinta das Cruzes, o Museu de Arte Sacra, o Museu de Fotografia. E em Porto Santo, o Christopher Columbus Museum. Quanto ao artesanato, eles são para admirar o famoso bordado de tapeçaria e Madeira.

casas típicas

Mas entre os eventos que atraem mais turistas a cada ano, é o espectacular partido da véspera de Ano Novo, você começa a realizar várias semanas com várias celebrações e atividades. As ruas estão cheias de luzes, lanternas e motivos florais de grande espera beleza para a véspera do grande Ano Novo em que madeirenses e turistas frequentam um fogo de artifício únicas mostrar. Mas, dependendo da época do ano você decidir visitar o arquipélago da Madeira, podem participar em outras grandes festivais e eventos culturais como o Carnaval, a Festa da Flor, a Festa do Vinho, o Festival do Atlântico ou o Festival de Colombo.

Turismo gastronômico

E durante a sua estada na Madeira, não deixe de prova as especialidades da Madeira, comida simples e muito ligada ao mar, com marisco e peixe fresco, e polvo e camarão preparado de maneiras diferentes, lapas assado os bifes de atum e os filetes de peixe-espada madeirense. Quanto à carne, a famosa carne “Espetada”, acompanhada por milho frito e típica Bolo-do-Caco com manteiga de alho.

Especialidades da Madeira em conjunto neste prato delicioso: peixe espada com milho frito e banana.

E com uma deliciosa cozinha, o rei indiscutível da ilha: o famoso vinho da Madeira, apreciada internacionalmente. Admirado por reis, príncipes, generais e exploradores no passado, que continuam até hoje a desfrutar de uma reputação indiscutível. E que é que faz o vinho da Madeira, sem dúvida, encantar estudiosos e leigos. Não se esqueça de provar algumas das mais nobres variedades: Malvasia, Boal, Verdelho o Sercial ou como aperitivo ou depois de comer.

Também aproveitar a vida noturna na sua viagem a Ilha da Madeira e Porto Santo: jantar em um restaurante local provando a deliciosa cozinha local de apenas falar, de uma bebida num dos muitos bares lá, indo para o Casino Madeira ou dançar a algumas das muitas casas noturnas.

Pesquise os preços para sua viagem a Ilha da Madeira, faça seu plano de viagem e aproveite!

Férias no Algarve

Férias no Algarve: o que conhecer

Ainda falta um pouco para o verão mas já estou a fazer planos para desfrutar com a minha família. A ideia inicial é passar as férias no Algarve. Suas lindas e irresistíveis praias nos conquistaram e por isso passaremos uns dias nessa incrível cidade.

No post de hoje apresentarei um pouco a cidade, que já é conhecida para mim. Assim, todos os interessados podem conhecer um pouco mais e saber o que ver em Algarve.

Férias no Algarve

Informações úteis sobre a cidade

Algarve é a cidade mais voltada para turismo de Portugal. Localizada mais ao Sul do país, faz fronteira com a Espanha e tem seu limite ao oeste com o Oceano Atlântico.

A cidade é rica em contrastes. Em poucos quilómetros pode-se encontrar cidades dedicadas inteiramente ao turismo mescladas com reservas naturais e com cidades pequenas que conservam o carácter e ritmo do passado.

As zonas de turismo, para passar férias no Algarve, então mais concentradas na zona dos arredores de Albufeira, na zona central e nos complexos hoteleiros situados perto de algumas praias. Na região dos Lagos também se encontra uma presença turística, mas em quantidades menores.

Uma das principais dicas é que não se esqueça de, uma vez em Algarve, provar a comida típica de lá: A cataplana portuguesa do Algarve.

Cataplana no Algarve

Outro conselho para passar férias no Algarve é que dispor de um carro na região pode ser muito útil, dependendo de onde esta o alojamento para que possa conhecer as cidades e praias vizinhas com mais tranquilidade.

O Este da cidade

Esta região esta dominada pela presença do Parque Natural da Ria Formosa que se estende desde quase a fronteira espanhola até as proximidades de Faro.

Muitas das estradas não têm saída directa para praia, o que em algumas vezes pode ser inconveniente, mas que ajudou a conservar a forma natural de muitos dos lugares.

A partir de Vila Real de Santo António – a cidade de fronteira com Espanha -, para Faro, há uma série de cidades costeiras, como Monte Gordo, ou Olhão Fuseta, mas Tavira se destaca sobre os outros. É uma cidade com fundo histórico da época romana, com presença muçulmana subsequente, que deixou uma pequena área histórica sobre uma colina no centro da cidade. A seus pés, o rio Gilão parte a cidade em dois. Tanto as ruas que dão ao rio como as vizinhas se acumulam, nas noites de verão, terraços e restaurantes que animam a noite do centro da cidade.

Ilha de Tavira – é uma ilha que só se pode chegar em barco, cruzando os canais do Parque da Ria Formosa, onde há quilómetros de praias de areia fina, muito pouco frequentadas.

Olhão é outra cidade de referência desta área. Ela agora está localizada muito mais perto de Faro e mostra em sua estrutura, mais urbana e moderna do que Tavira. Para chegar a ilha também é necessário ir em barco.

Faro e Loulé

Faro é muitas vezes injustamente ignorado pelos visitantes para o Algarve mas pode ser um lugar interessante para conhecer em suas férias no Algarve. Para muitos turistas, a cidade é como um cruzamento entre o aeroporto e outros destinos na região. Parece como se a vida urbana da cidade como bem a distância relativa das praias afastasse os olhos de muitos visitantes, o que é um erro

Faro

O Algarve Central

O Algarve Central é a parte da região onde o turismo de sol e praia é mais difundido. Albufeira é a cidade mais representativa na área, onde se encontram  Vilamoura e Quarteira e muitos resorts também são encontrados no litoral, mas isolados das principais cidades.

Albufeira é a ideia tradicional de que pode atingir a cabeça que não sabe o Algarve. É a capital do turismo na região, que perdeu completamente os sinais de identidade Português para tornar-se um amálgama de tabernas, bares, discotecas e lojas de praia e lembranças. Hoje, no entanto, o centro histórico é tomado pelas lojas e bares para os turistas e os seus arredores são hotéis com centenas de quartos e complexos para a piscina ou apartamentos.

Quarteira e Vilamoura seguem a tendência de Albufeira, ainda que de uma certa forma menos acentuada. Elas estão enterradas nas cidades de praia, que têm numerosos blocos de apartamentos e lojas para turistas. Em Vilamoura, de qualquer maneira, eles tentaram dar um toque mais elitista para o turismo, uma marina e um casino, mas seu centro continua a ser um lugar para turistas de nível aquisitivo médio.

O oeste de Algarve

Essa é a mais diversa em contrastes para suas férias no Algarve. Portimão é a cidade principal, mas Lagos é a referência turística. Tem aldeias encantadoras no interior e na costa, a partir da Rocha praias que atraem o turismo de massa e principalmente longe da estrada, que se estende até os rochedos de Cabo de São Vicente e da pequena cidade de Sagres, na ponta da Península Ibérica.

Lagos

Lagos é um marco turístico na área e, possivelmente, a cidade em si pode resumir os diferentes contrastes que podem ser encontrados no Algarve. Por isso, é especialmente interessante para se visitar. Tem um muito agradável para caminhar ou sentado em alguns dos terraços dos muitos restaurantes localizados no centro histórico de pedestres, que atrai muitos turistas. Também tem uma boa variedade de pequenos bares e pubs, que também atrai muitos jovens. No entanto, o fato de que não há muitos hotéis da cidade faz com que o número de visitantes que se hospedam na cidade seja bastante limitado.

Lagos

Portimão

Portimão é uma cidade com uma abundância de vida, mas vira as costas quase inteiramente ao turismo. Um pequeno canto da cidade, um muito bem – restaurado pequeno museu. Mais interessante é a Praia da Rocha, ao sul da cidade.

Silves

Silves, entretanto, não tem costa para se agarrar, mas uma importante atracção histórica, personificada em um castelo perfeitamente restaurado e manteve no topo de uma tradicional, pequeno e muito agradável para caminhar ou sentar as pessoas para comer em um dos seus restaurantes.

Silves

Finalmente, a oeste de Lagos o Algarve menos frequentada e inacessível aparece. A partir daí, ao longo de uma estrada estreita e não muito bem preservada, você começa a Sagres, uma pequena cidade localizada na extremidade ocidental da região, onde pode visitar a sua força. E seguindo a poucos quilómetros a noroeste, o Cabo de São Vicente, com suas falésias e praias, ideal para o surf.